Imagem política - comunicação não verbal dos candidatos à Presidência


Por que assistir à entrevista de um candidato a um cargo político pode influenciar de maneira tão contundente nossa opinião sobre ele?

Se você tem algum contato com estudos de comunicação, já deve ter ouvido falar da regra dos 7-38-55 do Professor Albert Mehrabian, o qual, juntamente com outros colegas da University of California, Los Angeles (UCLA) realizou, em 1960, um estudo sobre o impacto de três elementos na comunicação: o conteúdo das palavras (7%), o tom de voz (38%) e linguagem corporal (55%).

De fato, a percepção que temos de credibilidade, segurança, confiança de um candidato quando apenas o ouvimos, em uma entrevista de rádio, por exemplo, não será a mesma de quando observamos os detalhes de maior influência como comportamento, movimentos, olhares, gestos e postura.

Muito curiosa com o fato de pessoas próximas terem mudado seu voto após assistirem à entrevista de um dos candidatos – que aliás, hoje tem grandes intenções de voto nas pesquisas – fui incentivada, principalmente como profissional da área de consultoria de imagem pessoal e estudante de comunicação, a analisar os candidatos em aparições na mídia e identificar suas principais mensagens não verbais.

Sem julgar o conteúdo de suas falas e propostas eleitorais (assisti aos vídeos sem áudio), o que não foi objeto de minha análise, mas nem por isso deixa de ter sua fundamental importância, foram analisados vários aspectos da linguagem corporal. Todos são relevantes e juntos têm seus significados na comunicação, alguns com mais e outros com menos impacto, como por exemplo, a postura levemente curvada à frente, com os braços e mãos escondendo o rosto de um dos candidatos enquanto falava, pode ter transmitido a sensação de um profissional inseguro, características de alguém sem experiência ou despreparado para o cargo – ainda que não seja esta a real situação - prejudicando sua intenção de convencer mais eleitores.


Posição de encolhimento e bloqueio mostra insegurança


No entanto, o principal ponto a comunicar características de confiabilidade e competência, essenciais para um cargo público tão importante como o presidencial, foi sem dúvidas, em minha opinião, o uso do olhar. Quando alguém conversa conosco desviando o olhar em outras direções, sua credibilidade diminui drasticamente, ainda que esse comportamento ocorra por questões emocionais de timidez ou nervosismo. Por outro lado, pessoas que mantêm seu foco visual, na maior parte do tempo, em seu interlocutor, mostram interesse, poder de influência e geram engajamento.


Olhar desviado para diferentes pontos durante o discurso transmite instabilidade

Os candidatos que demonstram maior segurança na fala, que aparentam sinceridade e enviam mensagens não verbais de credibilidade, são  aqueles que olham diretamente para seus entrevistadores, sem desviar constantemente o olhar para as câmeras (o que pode tornar o discurso mais engessado e artificial) ou ainda para regiões aleatórias como “pontos invisíveis” ou o chão. Essa capacidade de manter o foco, apesar de muitas vezes ter sido objeto de treino e orientação profissional, pode ter origem em outras atividades e experiências de vida do indivíduo, que de alguma forma exercitam a disciplina e o controle pessoal, portanto, oferecendo maior segurança e estabilidade de comportamento.

Atenção oscilando entre o entrevistador e a câmera pode parecer ensaiado


Foco no entrevistador gera empatia e proximidade

Estes símbolos representativos e abastecidos de significados são percebidos assim por todos nós, estudiosos ou não dos elementos de imagem, tendo em vista que nossa evolução como espécie tem aprimorado a capacidade de identificar mensagens de perigo ou proteção, de quem devemos nos afastar e em quem confiar, baseado em elementos visuais do nosso entorno. 

Aqui não foram citados nomes, com o principal intuito de não ser um artigo parcial, mas apenas de tornar clara a importância da comunicação não verbal em nosso discurso e imagem projetada, seja ela pública política, ou mesmo em nossas relações sociais mais íntimas, sem relevância nacional.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como aumentar o pé direito - visualmente!

Vestido pós casamento

Ao estilo de Candice

Cadastre seu e-mail para receber mais informações sobre Estilo com Alma #StyleWithSoul - artigos exclusivos e prioridade em eventos e descontos (Verifique sua caixa de Spam - nosso e-mail pode ir para lá!)

* indicates required